Livro infantil brasileiro do século 19 é publicado após mais de cem anos; veja versão digital

Por Bruno Molinero

A semana é de festa na literatura brasileira para crianças. Na última terça-feira (18), foi comemorado por aqui o Dia Nacional do Livro Infantil –a data é uma homenagem ao nascimento do escritor Monteiro Lobato, que nasceu há 135 anos.

Embora o autor seja considerado o pai da literatura para esse público e as histórias do Sítio do Picapau Amarelo tenham marcado gerações, os livros de Lobato não foram as primeiras publicações para crianças a serem publicados no país, como muitos acreditam. Sim, há literatura pré-Lobato no Brasil.

Uma dessas obras veio à tona no último mês, após passar mais de cem anos inédita: “Versos para os Pequeninos”, de João Köpke, escrito entre 1886 e 1897, mas nunca publicado. O livro traz 24 poemas e foi analisado na tese de livre-docência de Norma Ferreira, professora da Faculdade de Educação da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas).

O original, que tem 54 páginas, contém poemas manuscritos e ilustrações recortadas de outros livros, que serviriam de referência ao ilustrador da obra. Os poemas, com rimas simples que facilitam a memorização, falam de brincadeiras tradicionais, bichos e relação com a família.

O poema “O balanço”, por exemplo, começa com: “Laura, Tonico, / Chico, brincando, / Vão no balanço / Se embalançando”; emendando logo uma espécie de refrão: “Bão.. ba-la-lão / Meu capitão! / Upa, balanço! / Bumba no chão!”.

Até pode parecer batido à primeira vista, mas é inovador. Na tese, Ferreira defende que os textos trazem uma liberdade e uma informalidade incomuns para a educação do século 19, que valorizava a criança bem-comportada e certinha.

O livro foi tema de reportagem na edição de março da revista “Pesquisa Fapesp”, que reproduziu digitalmente o livro. Ficou curioso? Clique aqui para ver a versão digital da obra.

 


GOSTOU?

Clique aqui e receba todas as novidades por e-mail

Você pode entrar em contato com o blog pelo e-mail blogeraoutravez@gmail.com

Ou pelo instagram @blogeraoutravez

 

Conheça outros posts