3 livros para surpreender as crianças no Natal

Por Bruno Molinero

Com a véspera de Natal caindo no domingo (24), muitas pessoas deixaram para comprar os presentes das crianças de última hora. E, com pouco tempo para escolher as lembranças, o mais comum é optarem por um lugar seguro e fácil para isso: a loja de brinquedos.

Bonecos, jogos, eletrônicos e outros cacarecos raramente costumam desagradar meninos e meninas nesta época do ano. Mas livrarias têm livros que lembram brinquedos e que são boas opções para presentear filhos, netos e sobrinhos –e o mais importante: com qualidade literária, bem longe dos títulos caça-níqueis que entopem as lojas e que costuma ser chamados de livro-brinquedo.  

Alguns apresentam projetos gráficos nada óbvios e formatos tão diferentes que conseguem, ao mesmo tempo, agradar leitores em busca de novas histórias e crianças que não abrem mão de receber um brinquedo do Papai Noel.

Duvida? Confira três opções abaixo.

 

*

 

JOGO DA FILOSOFIA

Em uma época em que os tabuleiro dominavam os fins de semana em família, o jogo Quest dividia espaço com sucessos como Banco Imobiliário e War. O brinquedo testa os conhecimentos dos participantes, que devem responder a perguntas sobre diversos temas e acertar as respostas para vencer. No livro “Mundo Cruel”, recém-lançado pela editora Boitatá, é mais ou menos assim –só que sem respostas certas, o que faz as crianças racharem a cuca.

A obra é composta por 14 cartelas com situações que mostram alguma crueldade ou dilemas morais e que compõem um exercício filosófico para os leitores. Por exemplo: é justificável matar? À primeira vista, não. Mas e quando um leão mata uma cabrita para alimentar os seus filhotes? Neste caso, o felino está sendo cruel?

Outro exemplo: você pode obrigar alguém a fazer algo? Na maior parte dos casos, isso não é correto. E quando se trata de uma criança suja que não quer tomar banho? É justificável um pai obrigá-la a entrar na ducha? Se ela chorar, o adulto estará sendo cruel?

O livro é formado por mais de cem perguntas e conta com três cartelas para leitores de todas as idades criarem as próprias questões e refletirem sobre assuntos que dão pano para a manga. Um dos materiais de apoio traz ainda conceitos de filosofia para ampliar a discussão –no site do projeto, há mais informações e atividades.

 

 

“Mundo Cruel”

Autoras Ellen Duthie e Daniela Martagón

Tradutora Daniela Gutfreund

Editora Boitatá

Preço R$ 42 (2017; 40 págs.)

Leitor intermediário + leitura compartilhada

 

*

 

QUEBRA-CABEÇA DA POESIA

Onde uma poesia acaba e onde ela começa? Essa pergunta vira brincadeira em “Era Uma Vez Outra Vez”, da editora Barbatana. O livro lembra um brinquedo e é formado por uma espécie de caixinha. Dentro dela, há páginas soltas dobradas como se fossem uma sanfona –cada lado traz a estrofe de um poema.

Assim, leitores podem montar a poesia do jeito que quiserem, como em um quebra-cabeça. Os versos falam de animais, da centopeia que se espalhou feito geleia ao elefante elegante que se equilibrava em um barbante ou ao porco africano que tinha nariz de tucano.

Como as páginas são soltas, é possível escolher tanto a ordem dos versos como a distribuição deles no espaço. As folhas sanfonadas parecem feitas para serem espalhadas pelo chão e, assim, mostrarem a crianças e adultos que um livro não é necessariamente um objeto “quietinho”.

 

“Era Uma Vez Outra Vez”

Autora Edith Chacon

Ilustradora Priscilla Ballarin

Editora Barbatana

Preço R$ 38 (2017; 34 págs.)

Leitor iniciante + leitura compartilhada

 

*

 

ESCONDE-ESCONDE DAS LETRAS

Dizer que A é de “avião”, B é de “borboleta” e C é de “caracol” é fácil. A obra “L de Livro”, da Companhia das Letrinhas, faz exatamente isso –mas sem usar nenhuma palavra.

Com cores fortes e chamativas, cada página traz uma letra do alfabeto integrada a um desenho. O H, por exemplo, forma as janelas e as portas de um helicóptero. O V é o decote de um vestido, enquanto o R dá contornos para o corpo e o orelhão de um rato. A brincadeira é tentar adivinhar qual palavra está por trás de cada desenho e encontrar cada letra nas ilustrações, como em um esconde-esconde.

Ao olhar a capa, descobre-se uma curiosidade: a obra não tem exatamente um autor. Quem assina é o Estúdio Lógos, escritório de design especializado em projetos gráficos e produção editorial.

 

“L de Livro – Alfabeto Desenhado”

Autor e ilustrador Estúdio Lógos

Editora Companhia das Letrinhas

Preço R$ 44,90 (2017; 36 págs.)

Leitor iniciante + leitura compartilhada

 


GOSTOU?

Clique aqui e receba todas as novidades por e-mail

Você pode entrar em contato com o blog pelo e-mail blogeraoutravez@gmail.com

Ou pelo instagram @blogeraoutravez

 

Conheça outros posts